quarta-feira, Abril 02, 2014

FIM DE LINHA

Caros leitores deste blog,

Após 13 anos na Reitoria, 5 anos vice-reitor e 8 anos como Reitor da UniPiaget, eis que parto para outras lides. Tive muito gosto em partilhar convosco algumas opiniões e coisas boas que se passavam a nível da universidade e do ensino superior. A frequência dos posts reduziu-se a muito pouco logo que a UniPiaget se dotou de uma página com resenhas informativas dos acontecimentos.

Eis a carta que dirigi à comunidade exterior, por ocasião da minha saída da Reitoria:




Praia, 27 de Março de 2014



N.Ref: R016/2.1.4.6/2014

Exmos Senhoras e Senhores, caríssimos


Assunto: Treze anos ao serviço da Reitoria da UniPiaget

No próximo dia 1 de Abril de 2014, completam-se treze anos das minhas funções na Reitoria da UniPiaget (5 anos como vice-Reitor e 8 anos como Reitor). Com grande satisfação cabe-me constatar que foram anos marcantes no panorama do Ensino Superior cabo-verdiano, ajudando a UniPiaget a afirmar-se como uma universidade de prestígio, hoje mencionada pela maioria com sorrisos de agrado nos lábios.

Em reunião havida com o Presidente do Conselho Directivo do Instituto Piaget, do qual me orgulho de ser um de seus cooperadores, concluiu-se que este é o momento propício para partir para outras actividades no seio do mundo académico. Deste modo, é com bastante orgulho que vos presto as informações supra e vos comunico a cessação da minha função de Reitor.

Queiram aceitar os mais profundos agradecimentos pelas boas relações institucionais e pessoais entre nós havidas no decorrer deste já longo percurso e podem crer que foi com imensa satisfação que as vivemos intensamente.

As nossas melhores saudações, académicas e interpessoais, e um até breve.




Prof. Doutor Jorge Sousa Brito


TERMINO DESEJANDO A TODOS AS MELHORES VENTURAS E À UNIPIAGET QUE SAIBA BEM APROVEITAR OS NOVOS VENTOS, COLORIDOS DE PAZ E ESPERANÇA !

quinta-feira, Agosto 08, 2013

VOLTAREI EM BREVE E EM FORÇA AO VOSSO CONVÍVIO! Por agora, apreciem o mais recente spot publicitário:

quarta-feira, Maio 18, 2011

1º Debate das Presidenciais 2011, promovido pela UniPiaget

A nossa Universidade orgulha-se de ter equipas de docentes sintonizados com a sua postura de bem servir Cabo Verde!

É assim que, sob a iniciativa do Professor Doutor João Silvestre Alvarenga (Professor de Ciência Política), foi equacionado para ter lugar na UniPiaget, um debate público entre os três declarados candidatos ao Palácio do Plateau. Esta revelação foi feita em primeira mão (a 11 de maio de 2011)  pelo "Expressonline" que escrevia no resumo de sua notícia (notícia completa aqui):


" Os três candidatos às eleições presidenciais deste ano, Aristides Lima, Manuel Inocêncio Sousa e Jorge Carlos Fonseca, realizam no dia 17, o primeiro debate a três no auditório da Universidade Jean Piaget, no campus do Palmarejo Grande"


Segundo o desenvolvimento desta notícia, o evento "insere-se na programação da comemoração do 10º aniversário do curso de Sociologia e da inauguração da Universidade em Cabo Verde". Está, igualmente, prevista uma sessão de confrontação de ideias entre os homens que vão disputar a Presidência da República, cujo escrutínio deve acontecer em Agosto. João Silvestre Alvarenga afiançou que, com este debate, a Universidade Jean Piaget quer "aproximar a sociedade da classe política". "Pretendemos demonstrar o papel social da Universidade na promoção da cultura e prática democrática", assegurou.

Vários foram os artigos e referências que se sucederam nos média à medida do desenrolamento dos factos. Vejamos, a título de exemplo, o comentário radiodifundido na voz de  Odair Santos, correspondente  da rfi na cidade da Praia



O debate acabou por se desenrolar sem as presenças do Engº Manuel Inocêncio e do registo na íntegra pela TCV que, como previsto e combinado, iria participar na moderação do mesmo e difundi-lo nas suas emissoras de televisão. A TCV à última da hora, resolve romper o compromisso, alegando segundo constou entre a equipa coordenadora do evento, que "sem o candidato Inocêncio, a difusão do debate perdeu interesse pela parte da TCV".

O debate decorreu com um alto grau de dignidade e civismo, tendo sido bastante esclarecedoras as posições dos candidatos presentes, que em muito pouco divergiam. Pensamos que valeu a pena, que estão todos de parabéns e que a Universidade e sua comunidade académica ganhou em auto-estima, em prestígio e em orgulho do bem servir o cidadão cabo-verdiano. Vejam as caras satisfeitas dos dirigentes da UniPiaget e dos dois candidatos que se debateram, na foto ao lado tirada no fim do evento. Esta foto foi escolhida entre as da elucidativa fotoreportagem da sapo.cv que temos a alegria de reproduzir aqui:



Terminemos com o extracto do telejornal da TCV:

**

terça-feira, Maio 17, 2011

10 anos a servir Cabo Verde

A UniPiaget comemora seus 10 anos de existência. Várias as actividades que constam do programa comemorativo. A sessão solene teve lugar no dia 16 de Maio de 2011 e foi presidida pelo nosso querido e estimado Dr. Cruz, Presidente Honorário do Instituto Piaget, seu fundador e o principal obreiro da nossa Universidade! 
Neste dia, tivemos a gratificante oportunidade de inaugurar a nova Mediateca da Universidade, com o nome de António Oliveira Cruz. Esta moderna e aprazivel biblioteca, foi inaugurada pelo Presidente da República de Cabo Verde,  Comandante Pedro Pires, sob o olhar sorridente do Ministro do Ensino Superior, Ciência e Inovação, Doutor António Correia e Silva:



Após a inauguração, seguiu-se a Sessão Solene, onde tivemos o prazer de anunciar o nascimento do Centro de Investigação para o Desenvolvimento, como atesta a reportagem seguinte:

video 


.

quinta-feira, Março 31, 2011

De novo os DIAS ABERTOS!



















É com bastante orgulho que leio o comentário do Sr. Eugénio Mendes, à notícia divulgada pela Rádio Televisão de Cabo Verde. Eis o comentário:

"A UniPiaget trabalha na discrição mas é eficaz e os resultados vão aparecendo. Por exemplo, 100% dos seus Engºs Informáticos estão a trabalhar na Cv Móvel, na Cv Telecom, no NOSI, no BI, no BCN, no BCA, na UNI-CV,...Continuem com a mesma estratégia, a instituição está a consolidar-se. "


Podem ler a notícia AQUI. E podem ver a reportagem da TCV a seguir:


**

sexta-feira, Janeiro 28, 2011

Ciclo de palestras na UniPiaget - "O comportamento eleitoral em Cabo verde"

Com o reforço da equipa reitoral, a UniPiaget conta este ano com um novo Pró-reitor que se dedica exclusivamente ao reforço da Investigação e à promoção da cultura científica no seio da comunidade académica.

Aliado a esta valia, a nossa universidade viu seu corpo docente a tempo integral, reforçado com uma dezena de Professores Doutores, o que, certamente virá dinamizar ainda mais os intentos e propósitos a que nos consagramos no domínio da Investigação, do Desenvolvimento e da Inovação, pelouros estes do novel Pró-reitor.

Desta feita, uma das primeiras iniciativas do Pró-reitor em apreço, foi o de programar um ciclo de palestras alusivas a situações pertinentes e proferidas por elementos deste corpo docente investigador, ora reforçado. Vejamos então, como decorreu a primeira destas palestras:

segunda-feira, Janeiro 17, 2011

Marcelo Rebelo de Sousa no meio académico da UniPiaget


Neste ano do nosso 10º aniversário, a UniPiaget entrou com o pé direito e mais uma vez pôde inscrever nas páginas gloriosas de sua história, um acontecimento de manifesta notoriedade: uma Aula Magna do insofismável Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa

Eis a seguir a reportagem feita pela Televisão de Cabo Verde:

**

De facto, este iminente Catedrático, deleitou a audiência com as suas sábias considerações sobre o tema: "Cidadania e participação política - papel da comunicação social na conformação da actuação do Estado".

Rebelo de Sousa veio a Cabo Verde a convite do MpD, pelo que o site da candidatura de Carlos Veiga, publicou uma reportagem sobre este evento académico (ver aqui)

No término da Aula Magna eram visíveis o contentamento das pessoas e a satisfação do Professor Rebelo de Sousa que, ao ser entrevistado, assim se exprimiu (clip da autoria do MpD):

**

.

quinta-feira, Dezembro 23, 2010

Boas Festas e um glorioso 2011 !

Sendo 2011 o ano em que a nossa Universidade completa DEZ anos de existência, é com particular prazer que, na qualidade de Reitor da mesma, desejo a todos os nossos amigos (individuais e institucionais) as Melhores Festas e a certeza de que 2011 seja para vós o que certamente será para nós:



Um ano de Glória!



PS: na qualidade de cooperador do Instituto Piaget, encaminho-vos para um fantástico postal de Boas Festas, disponível AQUI! 

.

sexta-feira, Maio 07, 2010

Chegou o grande dia !

Este foi mais um grande dia na história da nossa universidade. Sob a égide da área das ciências económicas (Economia, Gestão, Administração, Comércio, Contabilidade, Finanças e Fiscalidade), assinaram-se importantes protocolos, ouviram-se importantes alocuções (com destaque pela do Sr. Presidente do Conselho directivo do Instituto Piaget) e fomos todos presenteados por uma magnífica oração de sapiência proferida pela Drª Cristina Duarte, Ministra das Finanças.

Quanto ao Reitor, coube-lhe o ensejo de proferir algumas palavras alusivas ao momento comemorativo, como poderemos ler a seguir:

As minhas primeiras palavras são de saudação e de regozijo pelo significado de que se reveste este grandioso dia que é o da nossa universidade, dia este em que comemoramos os nove anos de nossa existência como tal e em que, acabámos de assinar estes tão importantes protocolos.

Porém, gostaria de realçar uma curiosa particularidade que se desenha sob nossos olhares atentos. O facto deste dia, o dia 7 de Maio, parecer querer se inscrever de forma indelével na história do Ensino Superior cabo-verdiano. Senão vejamos:

• A 7 de Maio de 2001, a primeira aula da primeira turma de uma universidade cabo-verdiana era proferida
• A 7 de Maio desse mesmo ano, era publicado no Boletim Oficial, os Decretos-Lei que autorizavam o Instituto Piaget a exercer actividade em Cabo Verde e que definiam os princípios de actuação da Universidade Jean Piaget de Cabo Verde.
• Sucessivos 7 de Maio foram doravante festejados na nossa universidade, trazendo à comunidade momentos de alegria, de realização e de reflexão sobre temas candentes com que os nossos convidados de elite nos têm brindado.
• A 7 de Maio de 2006, era anunciado publicamente a mudança da direcção desta universidade para as mãos de um Reitor cabo-verdiano
• A 7 de Maio de 2007 o Senhor Primeiro Ministro, José Maria Neves discursava nesta sala e reiterava o seu voto de confiança nesta instituição, declarando que esta universidade era a primeira universidade em Cabo Verde e que de sua pena saíra a assinatura que autorizava a abertura.
• A 7 de Maio de 2007, saía no BO o Decreto-Lei que aprovava o Estatuto do Ensino Superior Particular e Cooperativo em Cabo Verde.
• E, neste preciso 7 de Maio, encontra-se reunida a Conferência Internacional sobre o Ensino Superior em Cabo Verde.


Senhora ministra,
Caros signatários dos protocolos, ora assinados

É nesta onda do 7 de Maio que os actos que neste momento praticamos e vivenciamos, serão mais uma vez gravados, nas cada vez mais gloriosas páginas da história do Ensino Superior em Cabo Verde.

Esta comemoração, como já tivemos a ocasião de realçar, surge num momento especial em que a nossa universidade tem passado por gratificantes experiências de cooperação, amizade e solidariedade, e se vê envolvida em projectos na área do empreendedorismo e no da Gestão. Por esta razão, e pelo facto de um terço da nossa população estudantil se concentrar nas áreas da Economia e Gestão, consideramos que seria apropriado dedicar as comemorações do 9º aniversário, às áreas de Economia, Gestão, Administração e Finanças, pelo que erigimos como lema desta semana de campo: “A UniPiaget em sintonia com as práticas da boa governação”.

A nossa universidade, como universidade transdisciplinar e como universidade empreendedora, termos técnicos patentes em diversos trabalhos de autores de renome mundial em matéria de ensino Superior, pauta-se por difundir no seio da sua massa estudantil, o gosto pelo saber, o espírito crítico e o cultivo de uma cidadania activa.

Sintonizamo-nos com os mais candentes problemas da actualidade, como os da crise económica e financeira actual, os problemas ambientais, o da segurança alimentar, o da violência baseada no género, o da luta contra o vírus do Sida, a questão das energias renováveis, etc.

Em todas estas matérias, temos acções em curso, quer sob forma de projectos de investigação, quer sob forma de introdução de conteúdos, de elaboração de novos planos curriculares, de assinatura de protocolos com instituições que laboram nestas áreas, de promoção e realização de conferências internacionais e de palestras alusivas a estes temas.

A nossa sintonia é total com tudo o que tange e afecta a nossa sociedade e o mundo em geral. É por isso que temos em grande conta, as linhas estratégicas traçadas pelo Governo de Cabo Verde para o desenvolvimento do País:
• O Turismo
• A Praça Financeira
• O Hub de apoio à Pesca
• As Comunicações e Telecomunicações

Para melhor acompanhar estas linhas e as acções inerentes aos respectivos Clusters escolhidos pelo Governo, a UniPiaget já inseriu no seu Plano Estratégico, vários projectos em sintonia, dos quais destacamos a criação do Centro de Investigação para o Desenvolvimento.

Não me vou alongar nesta minha alocução, pois não é meu intento transformar esta intervenção em discurso, tanto mais que aguardamos avidamente o discurso do Presidente do Instituto Piaget, Professor Luís Cardoso e a oração de sapiência tradicional nesta cerimónia, este ano proferida por sua excelência a Drª Cristina Duarte, Ministra das Finanças de Cabo Verde, a quem desde já manifestamos o nosso profundo agradecimento por ter aceitado o convite em partilhar connosco estes momentos e em abrilhantar a cerimónia solene com, certamente, mui importantes conteúdos atinentes ao mundo das Finanças e ao da Reforma do Estado dos quais todos nós reconhecemos a sua expertise e apreciamos a sua exímia prestação.

Termino, declarando que já entramos no nosso décimo ano de existência e que saberemos comemorá-lo à altura. Já equacionei a equipa de trabalho que apresentará incessantemente a proposta de programa comemorativo deste 10º aniversário.

Senhora Ministra,
Minhas Senhoras e Meus Senhores

Os nossos melhores agradecimentos e os nossos melhores votos de sucesso a todos, nomeadamente aos nossos estudantes que são a razão e o objecto da nossa existência

Tenho dito

quinta-feira, Maio 06, 2010

Um pouco mais de História

Na senda das comemorações do 550 anos do descobrimento das ilhas e no dos 35 anos da independência nacional, eis que uma palestra sobre a "Luta de Libertação Nacional" vem mesmoa propósito.

quarta-feira, Maio 05, 2010

Sob o signo da Cultura História e Sociedade

















Estas actividades têm suscitado o interesse da imprensa cabo-verdiana. O jornal A Semana refere-se, embora de forma breve e lacónica, às actividades desta Semana de Campo nestes termos:

A Universidade Jean Piaget de Cabo Verde acolhe uma exposição de produtos dos rabelados, enquadrada no programa “Semana de campo”. Haverá ainda duas palestras, uma sobre a adesão de Cabo Verde à OMC e outra sobre “cidade velha , património da humanidade”, campanha de sensibilização sobre a problemática da droga e da sida e o lançamento da revista “ Piaget art fashion”. Segunda feira, 3, ficou marcada por uma exposição de artesanato e de livros , actuação da banda militar e da banda municipal de Sapo Domingos, projecção de filmes e início de actividades desportivas como cartas, damas, playstation, futsal e ping pong. Ontem, 4, foi o Dia Cvmovel. Aconteceu um intercâmbio entre as associações de estudantes das universidades cabo-verdianas na ilha de Santiago e uma palestra sobre “informação em tv regional”, por Pedro Bicudo, e o lançamento do livro “Tambor”, do jornalista Daniel Medina. A "Semana de campo" termina na sexta-feira, 7.
.

terça-feira, Maio 04, 2010

Pedro Bicudo honra o nosso 9º aniversário

A nossa Associação Académica convidou as associações de estudantes das outras universidades presentes na ilha de Santiago, incluindo a pública, para um intercâmbio estudantil. O nosso Pró-reitor para o desenvolvimento científico e académico, Jacinto José Estrela, foi convidado a dirigir algumas palavras aos estudantes destas universidades, assim reunidos.

De salientar que este exemplo de unidade e convivência entre estudantes das referidas universidades é coisa sadia e devia servir de incentivo aos dirigentes dessas universidades, para o estabelecimento de parcerias e protocolos entre as respectivas instituições.

A nossa universidade tem se mostrado sempre aberta a este tipo de aproximação, apesar do pouco interesse que julgamos perceber por parte da nossa mais visível congénere.

As ciências da comunicação têm sido para nós uma das áreas mais importantes da nossa acção. Sendo assim, o dia de hoje é dedicado a esta área. Temos no cardápio uma importante palestra sobre a "Informação em TV regional" proferida pelo Director da RTP Açores, Dr. Pedro Bicudo:

Pedro Albergaria Bicudo, conhecido jornalista da RTP, nasceu nos Açores e vive em Washington. Tem um Mestrado em Jornalismo (Northeastern University, Boston), Licenciatura em Geografia (Universidade de Coimbra) e Bacharelato em Geografia-Ciências Sociais, (Universidade dos Açores). Foi nomeado Correspondente da RTP em Washington em Agosto de 2000. Entre 1996 e 2000 foi Chefe de Delegação da RTP Internacional nos EUA, altura em que desenvolveu e implementou o projecto de parceria entre a RTP e a Universidade de Massachusetts. Bicudo iniciou-se na RTP em 1993, ao serviço da RTP Açores. Trabalhou também para a RDP Açores. Embora tivesse colaborado com a imprensa desde os bancos do liceu, foi como editor do semanário luso-americano "O Jornal", de Fall River; que enveredou pelo jornalismo. Antes tinha sido professor do ensino secundário em P. Delgada, Coimbra e Lisboa. Nos EUA foi também professor de Português e intérprete. É filho da articulista etnográfica "Maria de Água d'Alto" e do falecido Prof. Edmundo Bicudo. Tem publicado e proferido palestras em Portugal e nos EUA, concentrando-se na análise dos Media Étnicos. Como correspondente da RTP em Washington fez a cobertura noticiosa de grandes eventos. Cobriu as Eleições Presidenciais Americanas de 2000 e 2004; Ataques do 11 de Setembro ao Pentágono e NY; Guerra do Iraque (Washington); Cimeiras Mundiais da ONU, 2000 a 2004; Cimeira da OPEP 2001-Caracas.
[in: Jornal Portal Brasil - 14.5.2005]

Este jornalista veio a Cabo Verde a convite da Embaixada americana e esteve no jornal da noite da TCV de 3.5.2010 a falar sobre a liberdade de imprensa (clique aqui para ver a peça da TCV)

segunda-feira, Maio 03, 2010

O nono aniversário com júbilo

Vamos iniciar o nosso décimo ano de existência a servir Cabo Verde. O décimo ano de existência de universidades em Cabo Verde !

Esta universidade (a primeira!) foi a semente que deu a Cabo Verde a confiança no ensino superior. Hoje o país tem 5 universidades e 4 instituições de ensino superior que caminham para vir a ser universidades. O nosso espírito inovador e a nossa prática rigorosa e organizada, tem servido de exemplo e de escola a muitas das novas instituições que nos observam e adoptam várias das nossas práticas. Estas instituições, têm procurado contratar e persuadir muitos de nossos diplomados e docentes (a quem propiciamos novas experiências e oportunidades de enriquecerem seus CVs) a trabalhar com elas e a fazer parte de seus quadros. Esta é uma das mais valias de que nos orgulhamos! e estamos a trabalhar para que continuemos a ser uma, senão A referência no panorama do Ensino Superior Cabo-verdiano.

É assim que damos início às comemorações do nosso nono aniversário com a Semana de Campo, organizada em prol dos nossos valorosos estudantes e com maioria das iniciativas provindas da Associação Académica da UniPiaget. Iremos então paulatinamente apresentar os cartazes indicadores das actividades desta semana, que se prolonga até ao dia 8 de Maio.


Hoje, fez-se a abertura com da habitual exposição de artesanato e o pontapé de saída foi com a Banda Militar, que nos brindou com fantásticas peças e mexeu com a chama da juventude de nossos briosos estudantes. O dia termina com a projecção de um excelente filme, vencedor de óscar e de globo de ouro: "O Fiel Jardineiro"

Vejamos agora o ambiente propiciado pela banda militar:

..
.

domingo, Dezembro 06, 2009

Especial Entrevista da Tiver com o Reitor da UniPiaget

Hoje, 6 de Dezembro, começou bem esta quadra festiva para a UniPiaget com a divulgação da "Especial Entrevista", programa da Tiver, sobre questões de actualidade e de interesse público. Começou bem, porque o programa se dedicou à nossa universidade, tendo sido para tal convidado o Reitor para falar das mais diversas questões atinentes ao Ensino Superior, nomeadamente sobre as novidades anunciadas pelo mesmo aquando da cerimónia de abertura do ano lectivo.

Sem mais delongas, eis dois extractos da entrevista concedida:


*

Entrevista à Tiver do Reitor da UniPiaget (extracto) no Yahoo! Vídeo
*

*

Entrevista do Reitor da UniPiaget à Tiver - última parteYahoo! Vídeo no
*

sexta-feira, Novembro 27, 2009

Prémios de mérito a melhores alunos, uma das novidades de 2009/2010

Resolvemos regressar ao vosso convívio precisa e propositadamente neste momento em que a nossa universidade realiza a cerimónia solene de abertura do ano lectivo. Esta cerimónia reveste-se de um significado bastante diferente das habituais "aberturas de anos lectivos" que geralmente são de boas-vindas aos novos alunos e de indicações académicas de como se vai desenrolar o ano lectivo em questão.

As cerimónias de abertura da UniPiaget, visam realçar o nosso firme propósito educativo no sentido da formação do "homem desenvolvido de forma integral e com consciência ecológica". Nestas ocasiões, incentivamos os estudantes e os professores a procurar melhores patamares de qualidade e maior apetência e gosto pela investigação e pelos estudos.

Foi assim que introduzimos neste programa, os seguintes momentos em sintonia com esses desideratos:

* Discurso do Reitor, onde este apresenta os fundamentos e propósitos atrás da cerimónia.

* Intervenção da Ministra da Educação, onde esta realça a política educativa deste sector onde nos inserimos.

* Assinatura de protocolo catalisador das acções de investigação e de formação avançada.

* Atribuição de prémio estimulador ao melhor aluno de um curso.

* Comunicação sobre um tema pertinente, proferido por uma personalidade com notoriedade e reconhecimento na respectiva área científica.

Esta cerimónia foi anunciada por vários órgãos escritos (exemplo aqui) e de radiodifusão, e obteve uma boa cobertura televisiva, quer da RTC quer da TiVer:


O ponto de maior destaque (ver aqui) foi o do prémio de melhor aluno finalista do curso de Economia e Gestão, oferecido pela Agência de Regulação Económica (ver aqui o anúncio da própria ARE) em conformidade com o protocolo entre nós assinado (ver aqui a notícia de então).

Criámos estes prémios e estamos a contactar instituições e entidades para os patrocinar. Há também prémios para melhores trabalhos de investigação. Uma das instituições que nessa sessão de abertura se disponibilizou para patrocinar este tipo de prémios aplicados às ciências farmacêuticas, foi a Inpharma-Laboratórios farmacêuticos, com quem assinámos um valioso protocolo de cooperação:



Para terminar, apresentamos o essencial do discurso introdutório do Magnífico Reitor:

É com muito orgulho e entusiasmo que em meu nome pessoal, no do Sr. Administrador Geral e no da Universidade Jean Piaget de Cabo Verde, partilhamos convosco os sublimes momentos que se seguirão, inseridos nesta que é a Cerimónia Solene da Abertura do Ano Lectivo 2009/2010.

Que filosofia impregna a abertura de um ano lectivo nesta universidade? Porque será ela tradicionalmente realizada depois da sétima semana de aulas? São estas as questões que possam eventualmente surgir e cujas respostas serão seguramente encontradas no decorrer desta cerimónia.

Uma filosofia comemorativa quiçá de feitos e conquistas alcançadas é deixada para o Dia da Universidade, a 7 de Maio. Porém, nesta cerimónia de abertura, visamos essencialmente motivar e incentivar os discentes, (os nossos mais de 500 novos alunos e os outros estudantes) a aumentar e a aprimorar o seu gosto pelos estudos, pela investigação e pela construção constante de sua consciência cívica, ambiental, social e científica. Por outras palavras e em síntese, é nosso propósito transformar o aluno (discípulo) em estudante (o ávido do saber), visando o cidadão integral e ecológico (imbuído de sabedoria).

Para atingir este fim, a UniPiaget elegeu entre vários, dois eixos catalizadores que serão doravante realçados nas cerimónias de abertura dos anos lectivos:

1. O estímulo à qualidade do trabalho de investigação e de estudo
2. O estímulo à consciência cívica e à cidadania ambiental

Senhora Ministra,

Nunca será demais realçar o quão estimamos o modo como Vossa Excelência se relaciona com a nossa universidade e a sua amabilidade em prontamente aceitar os nossos convites. E por sabermos o valor que dá a estes mencionados eixos, é com redobrado prazer que passo a enunciar as seguintes medidas e resoluções tomadas em harmonia com o 1º dos eixos catalizadores:
  • Preconizado no nosso Plano Estratégico, arrancaremos em breve com o Centro de Investigação para o Desenvolvimento, que associado a outras medidas, dará um impulso substancial à vertente Investigação de uma universidade tal como a nossa.
  • Acabam de ser institucionalizados os prémios de Melhor Aluno Finalista de um Curso e o de Melhor Monografia em Área Escolhida. Estes prestigiados prémios, serão patrocinados por instituições ou entidades que se manifestarem interessadas em se verem associadas a eles. O prémio que vai hoje ser atribuído ao melhor aluno finalista do curso de Economia e Gestão, é patrocinado pela Agência de Regulação Económica. Aproveito para cumprimentar e saudar o Presidente do Conselho de Administração da ARE, Dr. João Renato Lima, aqui presente.
No que tange ao 2º eixo catalizador, é já tradicional submeter esta cerimónia a um “tema central”, apresentado por um orador de prestígio e notoriedade conhecidos. Dado à pertinência e à gravidade da situação que o país se viu envolvido nos últimos dois meses, achamos que a questão do comportamento do cidadão face a problemas de Saúde Pública, seria uma escolha acertada.

Estes temas centrais, são uma chamada de atenção para os nossos estudantes e docentes reflectirem sobre eles e quiçá, orientarem seus interesses de estudo e de investigação para essas temáticas.

Todos os nossos alunos do 1º ano têm um seminário obrigatório logo no 1º semestre, que além de lhes abrir as portas à prática da investigação, os lança nesta linha conducente ao incremento da consciência cívica e no da consciência ambiental. São os seminários de Pensamento crítico, Ciência e Sociedade e o de Antropologia. Estes seminários iniciam-se na 6ª semana do 1º semestre, pelo que o “tema central”, apresentado nesta cerimónia de abertura do ano lectivo, lhes é de grande utilidade.

Excelências, convidados, caros colegas, minhas senhoras e meus senhores,

Para selar e solidificar o tema por nós escolhido, achamos igualmente simbólico, associar a este evento a assinatura de um importante protocolo no domínio da Saúde. Assim o faremos com a Inpharma, conhecida empresa farmacêutica, que desde as nossas primeiras horas tem estado ao nosso lado nesta árdua mas empolgante caminhada, rumo a um futuro brilhante no domínio da saúde e da investigação científica nestas áreas. Saúdo igualmente o Engº Paulo Lima a quem exprimo o nosso regozijo por mais esse momento histórico.

Não querendo mais me alongar, deixo aqui os nossos agradecimentos a todos quantos nos honram com a sua presença e um especial obrigado à Srª Ministra por ter aceite estar entre nós neste singelo mas sublime momento que é o de uma abertura solene.

Obrigado a todos pela atenção

quarta-feira, Julho 01, 2009

Piaget e ANMCV anunciam Congresso






A Universidade Jean Piaget de Cabo Verde e a Associação Nacional dos Municípios Cabo‑verdianos, convidaram a Comunicação Social para um briefing com o Reitor da UniPiaget, o Presidente da ANMCV e o Presidente da Comissão Local do 1º Congresso de Desenvolvimento Regional de Cabo Verde. Trata-se de uma iniciativa conjunta da nossa Universidade e da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Regional (APDR), com a colaboração ainda, da Associação Brasileira de Estudos Regionais (ABER), da Associação Internacional de Ciência Regional (RSAI), do Ministério da Descentralização, Habitação e Ordenamento do Território e da Associação Nacional de Municípios de Cabo Verde
..

quinta-feira, Junho 18, 2009

A Estratégia do Oceano Azul na nossa Universidade Empreendedora

.
A questão do Empreendedorismo, tem sido uma das nossas mais nobres preocupações. Não é por acaso que existe no seio da nossa Universidade o Centro de Desenvolvimento Empresarial, que tem vindo ao longo dos anos a ter um papel relevante e uma presença notória na sociedade cabo-verdiana.

Uma das actividades do CDE é a de promover palestras atinentes ao tema do Empreendedorismo, no intuito de estimular os nossos estudantes das áreas da Economia e da Gestão (a grande maioria do nosso corpo estudantil) no particular e a todos no geral, a terem novas ideias, a procurarem a inovação e a estarem a par das mais recentes correntes no domínio das Ciências Empresariais.

É assim, e no quadro de uma das nossas linhas estratégicas de investigação, que a Universidade e a CDE acolheu com prazer a disponibilidade do Marketeer Emílio Fernandes Rodrigues em nos proferir uma palestra sobre a abordagem "Blue Ocean Strategy".



Emílio Fernandes Rodrigues, (linque aqui para o blog dele) nome conhecido nas esferas do marketing económico e financeiro do país, introduz o tema da sua palestra deste modo:

"Criar novos mercados, incontestáveis, e fazer da concorrência algo irrelevante. Este é o fundamento da proposta metodológica da Estratégia Blue Ocean.

O rompimento com o preestabelecido. A criação de novos espaços de mercados, novas indústrias, novos modos de estar e operar, incontestáveis, e que relegam para trás a concorrência, dos mercados actuais, normalmente “sangrentos” (Red Ocean).

Correntemente, tenho me deparado de que o ser humano a frente da sua área de actuação, muitas vezes, quando confrontado com certos desafios arrojados de romper com o preestabelecido, se tem apressado a procura de justificações e explicações de “sistemas”, para defender mais a si próprio do que o negócio em si, perante os outros, dizendo de que no seu ou num determinado sector, indústria, mercado, ou tipo de organização, as coisas não são bem assim, mas sim , devem ser assim e ou assado, porque isto ou porque aquilo. Ou seja, sem nenhuma objecção lógica, embora plena de objecções psicológicas, rejeição tácita da ruptura, apatia na actividade e relutância em aceitar determinadas argumentações técnicas.

Pois bem, permitam-me aqui basear-me numa das mais brilhante s obras de que já li e
tive oportunidade de estudar até hoje, Blue Ocean Strategy, escrita em 2005, por W.Chan Kim e Renée Mauborgne, ambos da Harvard University, para acordar algumas consciências e trazer ao debate nacional novas orientações e filosofias estratégicas de Gestão, seja ela de uma Empresa, Organização, Estado, Governo, ou qualquer outra forma institucional." Continue a ler esta introdução aqui

.