segunda-feira, novembro 12, 2007

A UniPiaget marcou presença no certamem sobre a cooperação académica África-Europa

Como tivémos o ensejo de anunciar, eis que se desenrolaram em Lisboa dois importantes eventos para o Ensino Superior cabo-verdiano:
  • Workshop Internacional sobre a Cooperação Académica entre África e Europa para a Sociedade do Conhecimento
  • Cooperação Académica entre África e Europa - O Caso de Cabo Verde
O Workshop teve lugar no Instituto Goethe de Portugal e reuniu bastantes especialistas no domínio da cooperação académica entre a Europa e a África. Instituições como o IPAD, a AULP, a CPLP, o CODESRIA, o Comissariado da UE para a Educação, etc., bem como nomes sonantes da esfera do Ensino Superior, emprestaram o brilho que teve o evento. Embora o workshop dissesse respeito à cooperação com África, nomeadamente lusófona, a maior parte dos exemplos e das referências foi sobre o Ensino Superior cabo-verdiano.

Porém, este Ensino Superior cabo-verdiano, com acento tónico sobre a Universidade de Cabo Verde, foi objecto específico da 2ª conferência que teve lugar no dia seguinte no Hotel Zurique, amplamente divulgada entre a comunidade emigrante e cabo-verdiana. Esta conferência foi pública e a ela afluíu um grande número de interessados. Podemos pelo clip de vídeo seguinte, ter uma ideia da sala a dez minutos da abertura:

video

Os diferentes oradores deste encontro focalizaram suas intervenções na questão da universidade pública de Cabo Verde. Várias interrogações se levantaram e a audiência não poupou em críticas e em comentários.

A UniPiaget esteve bastante activa, pois presidiu a um painel (Prof. Paulino Fortes), interpelou os palestrantes sobre a questão dos estímulos ao pessoal docente-investigador com grau de Doutor (Prof. Brito Semedo), prestou esclarecimentos elucidando alguns erros de percepção (Prof. Jorge Sousa Brito) e acabou por preencher o vazio deixado pela Universidade de Cabo Verde (esta, nas palavras dos organizadores, declinou o convite a ela dirigido) tendo sido na sequência, entrevistados pela televisão presente (tivemos a oportunidade de fazer uma apreciação positiva à iniciativa).

Teve-se com este encontro a oportunidade de reencontrar velhos "companheiros de luta" destas lides da afirmação do ensino superior em cabo verde, como por exemplo a Dr.ª Maria Luísa Ferro Ribeiro (à esquerda na foto com Jorge Brito e Inês (Nesy) Brito do lado direito da foto), que fez um brilhante historial sobre a matéria e se interrogou (sem poder obter resposta) sobre as características da UNICV.


Sem comentários: